Array
(
    [uid] => 8411
    [title] => BOSQUE DAS PALMEIRAS 
    [subtitle] => Após duas participações premiadas com o “Melhor Projeto de Paisagismo” da CASA COR Espírito Santo, nos anos de 2009 e 2011, Sinthia Ferrari Pires retorna à mostra assinando oBosque das Palmeiras– “Onde os sentidos se conectam”.
“Meu ambiente será um jardim onde os sentidos são estimulados através dos elementos da natureza (água, plantas e madeira)”, explica. Ele foi idealizado para pessoas que buscam tranquilidade e harmonia. A inspiração partiu de uma linda e antiga goiabeira existente no espaço. Aproveitando seus galhos sinuosos, foram instalados pendentes de cerâmica iluminados por velas que garantem um clima ainda mais aconchegante.
No Bosque das Palmeiras, com 450 m², foi usada madeira de reaproveitamento para construção de uma passarela com rasgos onde estão plantadas espécies tropicais, como frutíferas, folhagens, palmeiras e bromélias. Além de conectar os visitantes da mostra à natureza, elaos leva para diversos outros ambientes.
O mobiliário da área externa conta com tomadas para carregadores de celulares com o intuito de atrair pessoas antenadas.
Entre os diferenciais, Sinthia destaca a sustentabilidade, presente em diversos itens como o jardim irrigado automaticamente, gerando uma economia de até 50% em relação ao consumo padrão. Outro ponto relevante é a madeira usada no piso, feito a partir de cruzetas de antigos postes.
    [country] => 31
    [state] => 8
    [city] => 878
    [version] => 2015
    [vote] => 2
)
             
	

BOSQUE DAS PALMEIRAS

Edição CASA COR ESPÍRITO SANTO 2015
Ambiente Sinthia Ferrari Pires
Foto Felipe Araújo
Após duas participações premiadas com o “Melhor Projeto de Paisagismo” da CASA COR Espírito Santo, nos anos de 2009 e 2011, Sinthia Ferrari Pires retorna à mostra assinando oBosque das Palmeiras– “Onde os sentidos se conectam”. “Meu ambiente será um jardim onde os sentidos são estimulados através dos elementos da natureza (água, plantas e madeira)”, explica. Ele foi idealizado para pessoas que buscam tranquilidade e harmonia. A inspiração partiu de uma linda e antiga goiabeira existente no espaço. Aproveitando seus galhos sinuosos, foram instalados pendentes de cerâmica iluminados por velas que garantem um clima ainda mais aconchegante. No Bosque das Palmeiras, com 450 m², foi usada madeira de reaproveitamento para construção de uma passarela com rasgos onde estão plantadas espécies tropicais, como frutíferas, folhagens, palmeiras e bromélias. Além de conectar os visitantes da mostra à natureza, elaos leva para diversos outros ambientes. O mobiliário da área externa conta com tomadas para carregadores de celulares com o intuito de atrair pessoas antenadas. Entre os diferenciais, Sinthia destaca a sustentabilidade, presente em diversos itens como o jardim irrigado automaticamente, gerando uma economia de até 50% em relação ao consumo padrão. Outro ponto relevante é a madeira usada no piso, feito a partir de cruzetas de antigos postes.

RECOMENDAR ESTA PÁGINA

BOSQUE DAS PALMEIRAS Após duas participações premiadas com o “Melhor Projeto de Paisagismo” da CASA COR Espírito Santo, nos anos de 2009 e 2011, Sinthia Ferrari Pires retorna à mostra assinando oBosque das Palmeiras– “Onde os sentidos se conectam”. “Meu ambiente será um jardim onde os sentidos são estimulados através dos elementos da natureza (água, plantas e madeira)”, explica. Ele foi idealizado para pessoas que buscam tranquilidade e harmonia. A inspiração partiu de uma linda e antiga goiabeira existente no espaço. Aproveitando seus galhos sinuosos, foram instalados pendentes de cerâmica iluminados por velas que garantem um clima ainda mais aconchegante. No Bosque das Palmeiras, com 450 m², foi usada madeira de reaproveitamento para construção de uma passarela com rasgos onde estão plantadas espécies tropicais, como frutíferas, folhagens, palmeiras e bromélias. Além de conectar os visitantes da mostra à natureza, elaos leva para diversos outros ambientes. O mobiliário da área externa conta com tomadas para carregadores de celulares com o intuito de atrair pessoas antenadas. Entre os diferenciais, Sinthia destaca a sustentabilidade, presente em diversos itens como o jardim irrigado automaticamente, gerando uma economia de até 50% em relação ao consumo padrão. Outro ponto relevante é a madeira usada no piso, feito a partir de cruzetas de antigos postes.

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.

PROJETOS RELACIONADOS