Casa do Cedro

A presença de uma árvore no centro do local do projeto foi um trunfo nas mãos de Nando Nunes.


A presença de uma árvore no centro do local do projeto foi um trunfo nas mãos de Nando Nunes. O cedro trouxe imponência à casa de 1.100 m², e o designer apostou em portas de correr de vidro para trazer visibilidade e conexão do local com os demais ambientes. A arquitetura repleta de linhas retas, com brises de madeira no andar superior, foi marcada também pela beleza do pé-direito duplo dos interiores e pela integração dos espaços. Porém o arquiteto precisava garantir a sensação de aconchego e, para isso, caprichou no uso das tonalidades neutras nas paredes, e no uso da madeira no mobiliário de design assinado. Uma peça que ganhou destaque foi a mesa da varanda, produzida com dormentes de madeira, ideal para a recepção de 18 pessoas. O profissional se preocupou ainda em manter a uniformidade decorativa e o frescor dos espaços. A saída encontrada foi apostar no uso de pisos de mármore, recortados em peças únicas, nos ambientes. E a exuberância do projeto chegou também à área externa. Nando recorreu a uma piscina de borda infinita e a um paisagismo com jardins verticais, gramados, árvores frutíferas, palmeiras e um bonito gazebo rodeado pelo lago ornamental.


Fotos de François Calil

COMENTÁRIOS

Rute Farias 27/11/2017 22h38

Ficou LINDO MESMO!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.