CASA DO CANTO

Com uma atmosfera de tranquilidade, a casa do canto, de Leo Romano, para a edição de 2013 da Casa Cor Goiás, remete ao conceito de integração de funções. Os 150 m² foram divididos em dois pisos: no primeiro, uma área externa de contemplação, com espelho d’água coberto, spa e ambientes sociais, e, no mezanino, está a suíte.

O projeto aposta no morar bem. Por isto, traz elementos da natureza de forma bastante expressiva, entre eles pedra, areia, água, verde e fogo, em uma sóbria paleta de cores, que explora as possibilidades dos tons pastéis. Para encher a casa de vida, o arquiteto inseriu elementos dinâmicos como a videoinstalação do artista americano David Michalek, que trabalha as técnicas de retratos como ponto de partida para sua criação, e também o fino voile que delimita a sala de banho da suíte. Valorizando o design nacional, Leo Romano trouxe peças de Sérgio Rodrigues, Jaqueline Terpins e do próprio arquiteto, que assinou todos os armários, a pick-up de DJ, o sofá e a poltrona – peças criadas por Leo e executadas especialmente para a mostra. O design internacional, por sua vez, está nas luminárias concebidas pelos principais nomes do design, como Ingo Mauer e Cristian Haas. A Casa do Canto traz um jardim vertical de quase 70 m², inspirado na atmosfera das matas brasileiras. As espécies de plantas que o compõem foram definidas neste conceito, e o conjunto garantiu ao projeto o título de maior jardim vertical já executado em mostras de decoração de Goiás.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.