Array
(
    [uid] => 9734
    [title] => Varanda Gourmet Ludovica
    [subtitle] => A Varanda Gourmet Ludovica das arquitetas Allyne Antunes, Bruna Sahium, e Madalena França tem 55.33 m² e estilo industrial, com peculiaridades contemporâneas e incentivo a arte urbana. Abriga uma versatilidade de usos, dentre eles o convívio social, entretenimento, descanso e contemplação. Buscou proporcionar qualidade de vida, bem estar físico, visual, ergonômico, estético e ambiental, mostrando a possibilidade de se obter um ótimo projeto, criativo, eficiente e com custo benefício. Um jardim vertical se apoia em pallets. O revestimento é de rolhas de vinho. A divisória de parede utiliza corda sisal. O aparador folha é uma criação da arquiteta Allyne Antunes, leve e diferente, com o uso da madeira compensado para estruturar, papel Kraft e resina poliuretano para acabamento e finalização. Um bistrô alta em varanda é destinada a degustação e eventos. O material construtivo deixa o concreto aparente, mesclado com cimento queimado em todo o ambiente (teto, paredes e pilares) com exceção do piso em porcelanato. 
    [country] => 31
    [state] => 9
    [city] => 971
    [version] => 0
    [vote] => 2
)
             
	

Varanda Gourmet Ludovica

Edição Votação Morar Mais Por Menos Goiás 2016 0
Ambiente Allyne Antunes, Bruna Sahium, e Madalena França
A Varanda Gourmet Ludovica das arquitetas Allyne Antunes, Bruna Sahium, e Madalena França tem 55.33 m² e estilo industrial, com peculiaridades contemporâneas e incentivo a arte urbana. Abriga uma versatilidade de usos, dentre eles o convívio social, entretenimento, descanso e contemplação. Buscou proporcionar qualidade de vida, bem estar físico, visual, ergonômico, estético e ambiental, mostrando a possibilidade de se obter um ótimo projeto, criativo, eficiente e com custo benefício. Um jardim vertical se apoia em pallets. O revestimento é de rolhas de vinho. A divisória de parede utiliza corda sisal. O aparador folha é uma criação da arquiteta Allyne Antunes, leve e diferente, com o uso da madeira compensado para estruturar, papel Kraft e resina poliuretano para acabamento e finalização. Um bistrô alta em varanda é destinada a degustação e eventos. O material construtivo deixa o concreto aparente, mesclado com cimento queimado em todo o ambiente (teto, paredes e pilares) com exceção do piso em porcelanato.