ESCRITÓRIO CENTRUS – FUNDO DE PENSÃO DO BANCO CENTRAL

Pensando em atender da melhor forma todas as pontas dos processos que envolvem o Fundo de Pensão do Banco do Brasil, o arquiteto Sérgio Borges administrou esta reforma basicamente pautada por valores humanos

O arquiteto e urbanista Sérgio Borges assumiu o desafio de desenvolver a sede deste fundo de pensão e, sua primeira estratégia, para atender ao programa de necessidades do cliente, foi saber quem realmente habitaria o espaço; a equipe de trabalho, o que eles pensavam sobre o escritório original, suas vantagens e desvantagens. Chegou-se à conclusão de que o projeto deveria priorizar a privacidade dos pensionistas e dos auditores, mantendo a integração entre a equipe e interferindo o mínimo possível nas atividades diárias do Centrus. Então, seguindo as diretrizes levantadas na pesquisa, ele foi todo demolido para dar lugar ao projeto conduzido pelos valores de integração e de modernidade. O fator humano foi determinante para o desenvolvimento desta proposta que resultou em um espaço avançado e inteligentemente preparado para suas funções habituais.

Este é o grande sucesso da arquitetura corporativa: projetos que integrem o desenvolvimento da construção e o design com a funcionalidade necessária para o desempenho das atividades corporativas. Neste caso, a execução do projeto foi em três etapas, com remanejo dos funcionários em cada fase, e o conforto, tanto de quem trabalha no local quanto dos usuários, norteou o processo de reforma e a escolha de materiais, nobres e duradouros como o mármore do piso e os papéis de parede importados.

Foram utilizados vários painéis com imagens referentes ao cuidado com os pensionistas, saúde, viagens e segurança no futuro, conforme os valores ligados à temática do Centrus. Uma ampla recepção aproveitou bem o espaço, contrapondo volumetrias curvilíneas entre o balcão, em madeira e vidro, e a parede, toda revestida em listras de azul e branco, onde a logomarca do fundo de pensão parece flutuar. Uma iluminação rente à parede valoriza este revestimento, evidenciando a marca. A recepção liga a entrada principal à parte interna do escritório, dividida em área para atendimento dos usuários, sala de reuniões (com mesa em “U”), presidência, diretoria e área de staff, com circulação independente para cada grupo. Marcas que participaram do projeto: Atiwa, Marelli, Ampia, Cinex, TechnoSolutions, Ar Frio, Paper House.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.