ESPAÇO DO CHEF

Todos os detalhes do projeto foram pensados para compor um espaço casual, com mix de texturas e cores, onde o chef pudesse receber em casa.

Este projeto de Ney Lima foi planejado para ser um ambiente descontraído e que remetesse à arquitetura e ao design brasileiros, onde o chef pudesse estar no centro do espaço. Com área de 170 m², foi dividido em dois espaços, sendo um interno e outro externo. No ambiente interno, os destaques são o grande balcão e a bancada gourmet central em silestone, com duas texturas diferentes, as cadeiras de madeira e couro preto assinadas por Aristeu Pires e as poltronas em tecido cru. Os armários e estantes em madeira e vidro cinza dão um ar de biblioteca ao espaço, e a iluminação pontual dispensa peças decorativas, exceto os pendentes de metal amassado, do designer Brunno Jahara. Todas as estantes foram iluminadas com LEDs embutidos, o que valorizou os utensílios e os eletrodomésticos de última geração.
A sala de jantar recebeu a mesa de madeira Taipa da Decameron e cadeiras Rio, de Carlos Motta, com detalhes em laca vermelha, além de paredes com revestimentos brancos em relevo floral que formaram um painel, devido o uso de várias padronagens distintas. O lounge, por sua vez, foi ambientado com Sofá Pedra, de Marcus Ferreira, e tecido verde limão, poltronas Diz, de Sergio Rodrigues, mesa de centro Aramada, da Decameron, e obra de arte do artista plástico Luiz Hermano.
Na área externa, que se integra ao interior através de uma cortina de vidro, estão um grande jardim vertical ao fundo, e um espelho d'água com bancos em madeira e amianto cinza. 

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.