First Stone

Exposição discute protagonismo da pedra na arquitetura

Segunda, 13 de junho de 2016
Um grupo seleto de arquitetos foi escolhido para reverenciar a importância da Pedra em projetos arquitetônicos. Dessa união surgiu a exposição First Stone, que elenca nomes como Álvaro Siza, Amanda Levete, Bijoy Jain e Mia Hagg.



Apresentada em primeira mão na Bienal de Arquitetura de Veneza, a exposição se propôs a investigar o tema resistência tendo como materiais principais o mármore e o calcário, abundantemente extraídos de Portugal. Os profissionais foram desafiados a testarem seus usos e funções resultando em inusitadas criações.

A exposição será executada ao longo de 18 meses e tratará de três temáticas diferentes como a resistência, o senso comum e motivações. A primeira delas, sobre Resistência, pode ser conferida até 4 de outubro, no espaço da Bienal de Veneza. Além de Veneza, as peças também passarão por Londres, Milão, Nova Iorque, Basel e Dubai. Em Basel, prevista para integrar a Art Basel 2017, a mostra incluirá um espaço exterior para exposição dos objetos e uma vitrine evidenciando os processos de produção, com exibição de filme demonstrativo.



Esse seleto time de arquitetos tem como destaque o português Álvaro Siza, considerado um dos profissionais lusitanos mais premiados dos últimos tempos. Entre seus trabalhos mais expressivos destacam-se a Casa de Chá de Boa Nova, as Piscinas de Marés, o Museu de Serralves, e recentemente, o prédio que abriga a Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre.

Já a arquiteta britânica Amanda Levete acumula em seu portifólio a repaginação da Galeria Lafayette, marco comercial e histórico da cidade de Paris; uma mesquita em Abu Dhabi e está prestes a inaugurar no ano que vem a grande extensão do Londres V&A Museum.



O arquiteto indiano Bijoy Jain recebeu seu M. Arch em 1990, na Universidade de Washington. Em sua trajetória já atuou em escritórios de Richard Meier em Los Angeles e Londres, antes de abrir seu próprio escritório em Mumbai.

Para finalizar, o arquiteto sueco Mia Hagg colaborou com o Ateliers Jean Nouvel em vários projetos, incluindo o Shiodome em Tóquio no Japão e o Museu Quai Branly, em Paris. Em 2003, ele adicionou ao seu currículo a gerência de projetos do Estádio Nacional dos Jogos Olímpicos de Pequim.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.