Turismo Federal

A face artística do centro administrativo do Brasil revela um dos maiores acervos arquitetônicos do mundo, atraindo e encantando turistas

Quinta, 09 de julho de 2015
A arte de arquitetar foi muito bem exercida no Planalto Central. Como uma folha em branco, a região era tão plana que tentou seus idealizadores a obras faraônicas e volumes imponentes. À altura do exuberante Brasil, nasceu Brasília, sob o compasso mágico de Oscar Niemeyer, a régua criativa de Lúcio Costa, os pincéis orgânicos de Athos Bulcão e o cultivo selvagem de Burle Marx.

A  polêmica e arejada capital federal, atualmente é um centro cultural relevante dentro do contexto internacional. Recebe várias exposições de grande porte, tem salas de cinema realmente convidativas e atrações culturais de vários gêneros, do Cirque Du Soleil à Paul Mc’Cartney. Mas até hoje, a maior atração da capital é seu acervo arquitetônico.

Apesar do destino ser rota certa para concurseiros e diplomatas, vale a pena aproveitar alguns momentos de permanência na capital para conhecer um pouco mais sobre as joias arquitetônicas que tornaram a cidade tão conhecida pelo seu legado cultural.

Fizemos uma lista com lugares que você não pode deixar de conhecer quando passar pela capital. Confira:

Torre de TV

Fonto: www.brasiliaemdestaque.com.br

Considerado o marco zero da cidade de Brasília, a Torre de Rádio e Televisão é uma das principais realizações da engenharia brasileira no século XX. Projetada pelo arquiteto e urbanista idealizador da capital, Lúcio Costa, a Torre teve sua obra concluída em 1967. Com um total de 230 m, é composta por uma base de concreto armado de 25m em que se apoia uma estrutura metálica e oferece um mirante para os turistas há 75 metros do chão.
Além do simbolismo representado pela escala monumental da obra, existia uma intenção urbana na construção da Torre. A presença vertical naquele ponto é de fundamental importância para o entendimento da logística e da arquitetura de Brasília, além de oferecer uma vista panorâmica da Esplanada dos Ministérios, Setores Hoteleiros Norte e Sul, Estádio nacional de Brasília, Autódromo Nelson Piquet, Lago Paranoá, da cidade de Brasília e outras regiões administrativas.
Com uma média de mil visitantes por dia, o local foi inspirado na Torre Eiffel de Paris e conta com a Feira de Artesanato local. O visitante também pode conferir o show de águas coloridas da Fonte Luminosa, uma das maiores e mais glamorosas da América Latina.

Local: Eixo Monumental, Centro de Brasília
Visitação: Mezanino e Mirante, de terça-feira a domingo, das 9h às 20h
Feira de Artesanato: de terça a quinta-feira, das 9h às 17h, e de sexta-feira a domingo, das 9h às 18h
Fonte Luminosa: de segunda-feira a domingo, em três horários: das 7h às 9h, das 11h30 às 14h30 e das 17h às 22h
Distância do Hotel Meliá: 1,3 Km
Tempo de viagem de carro: 4 minutos

Estádio Nacional Mané Garrincha

Crédito Fotográfico: Tomás/Portal

O estádio compõe o Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, também formado pelo Ginásio de Esportes Nilson Nelson, o Autódromo Internacional de Brasília Nelson Piquet, dentre outros. Inaugurado em 1974, o estádio possuía capacidade total para 45.200 pessoas, mas após a reforma que ocorreu entre 2010 e 2013 para preparar a construção para a Copa de 2014, sua capacidade foi aumentada para 71.400 pessoas.
O arquiteto Eduardo Castro de Mello foi coautor do projeto original do estádio em 1974 e assinou a reforma, pela Castro Mello Arquitetos, ao lado de seu filho Vicente de Castro Mello. Eles criaram o projeto do novo e monumental Mané Garrincha a partir dos conceitos arquitetônicos que fizeram com que a cidade fosse reconhecida, em 1987, como Patrimônio Cultural da Humanidade.
A reincidência dos pilares nas fachadas, criando uma grande varanda nos monumentos de Oscar Niemeyer espalhados por Brasília, foi uma característica celebrada pela reforma, em forma de uma “floresta de pilares”, como os arquitetos batizaram o anel superior que serve de suporte para a cobertura, e o estádio propriamente dito na parte inferior.

Local: SRPN Estádio Nacional Mané Garrincha, S/N, Asa Norte.
Contato: (61) 3426-5700
Visitação: As visitas ao estádio precisam ser agendadas pelo email estadio.visitas@gmail.com
Distância do Meliá Hotel: 1,8 Km
Tempo de Viagem de Carro: 5 minutos

Brasília Shopping

Foto: www.br.worldmapz.com

O Complexo Brasília Shopping and Towers é mais que um shopping, mas um business center. Além das compras tradicionais, visitantes podem desfrutar de serviços de gastronomia e lazer, além de curtir o visual moderno, de fora para dentro, e integrado, de dentro para fora.
O arquiteto Ruy Ohtake o projetou para ser uma construção arrojada, a começar pelo formato em meia lua que se integra perfeitamente às curvas da cidade projetada por Niemeyer. Finalizando, ele utiliza forramento em vidro, destacando a construção na paisagem com brilho e reflexos.
O shopping tem 105 mil m² de área construída com cerca de 180 lojas, três subsolos para garagem com capacidade para 1.200 vagas rotativas e uma circulação estimada em 35 mil pessoas por dia. Possui oito escadas rolantes, elevador panorâmico, ar condicionado central. As suas duas torres, com 14 andares de escritórios e consultórios, devido à intensa circulação de pessoas, acabam gerando um fluxo permanente de público para lojas e a praça de alimentação do shopping.

Local: Centro da Asa Norte, no encontro das avenidas W3 e N2 em Brasília.
Contato: (61) 2109-2122
Visitação: aberto todos os dias das 10h às 22h
Distância Hotel Meliá: 1,7 Km
Tempo de viagem de carro: 5 minutos

Catedral Metropolitana de Brasília


Foto: www.cultura.estadao.com.br

A catedral oficial de Brasília é um dos ícones arquitetônicos da capital federal e um de seus cartões postais mais representativos. Quem vem à capital não pode deixar de passar por esta construção enigmática assinada pelo gênio Niemeyer. Seu processo de construção foi considerado um recorde em velocidade de construção para a época. 
Todo executado em pré moldados, o projeto foi revolucionário e representou um grande avanço para a engenharia e arquitetura brasileiras. Passou recentemente por um processo de restauração, onde os vitrais foram totalmente refeitos e instalados por processo industrial realizado por uma tradicional empresa alemã que garantiu a uniformidade da espessura de cada peça, sem perder as variações de cores criadas pelo desenho artístico de Marianne Peretti.
O processo de restauro também contemplou a troca dos vidros externos por outros de melhor desempenho térmico, a instalação de novo sistema de acionamento eletromagnético dos sinos, o polimento de todo o mármore de Carrara, a pintura interna e externa, a restauração das obras de arte da nave, a higienização das três esculturas dos anjos, a substituição dos cabos de aço que sustentam as três esculturas dos anjos e a modernização do seu sistema de fixação. Compensa passar para conferir o resultado.

Local: Esplanada dos Ministérios, lote 12, Brasília
Contato: (61) 3224-4073
Visitação: Missas celebradas diariamente na Catedral de Brasília:
·         De terça a sexta-feira: 12h15
·         Sábado: 17h
·         Domingo: 8h30, 10h30 e 18h
·         Domingo em Inglês: 12h
Confissões:
·         Terça à sexta das 11h30 à 12h15
Distância Hotel Meliá: 3,5 km
Tempo de viagem de carro: 9 minutos

Praça dos Três Poderes

Foto: www.pt.wikipedia.org

Idealizada por Lúcio Costa e projetada por Oscar Niemeyer, a Praça dos Três Poderes é um amplo complexo cívico que integra o Congresso Nacional, Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal, sedes dos Três Poderes da República: Legislativo, Executivo e Judiciário. A área mede em média 120 x 220, e não apresenta nenhum tipo de cobertura vegetal, ao contrário das praças tradicionais.
A escultura "Os Guerreiros", de Bruno Giorgi, considerada um símbolo de Brasília, está instalada no local. Em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal, a escultura "A Justiça", de autoria de Alfredo Ceschiatti também é um elemento representativo da arquitetura urbana de Brasília e chama atenção pelo diálogo com conjunto arquitetônico e paisagem.

Local: Localizada ao final da Esplanada dos Ministérios
Distância do Hotel Meliá: 4,8 km
Tempo de viagem de carro: 11 minutos

Palácio do Planalto

Foto: www.blogs.diariodonordeste.com.br

O Palácio do Planalto é o local onde está o Gabinete Presidencial do Brasil, sede do poder Executivo Federal. Foi um dos primeiros edifícios de Brasília, inaugurado em 1960, marcando a transferência da capital para o centro do Brasil.
O projeto do Palácio do Planalto encanta pelo efeito plástico requintado composto por linhas puras e traços predominantemente horizontais. Como a maior parte de Brasília, o projeto é do  arquiteto Oscar Niemeyer.
As colunas impressionam pela leveza e delicadeza, conforme somente o modernismo de Niemeyer sabia fazer. A fachada principal caracteriza-se pela rampa que dá acesso ao salão nobre. O Parlatório, situado à direita da entrada principal, é o local de onde o Presidente e convidados podem se dirigir ao povo concentrado na praça.
Restaurado no início do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Palácio passou por substituição das instalações lógica, elétrica, hidráulica e sanitária, além dos sistemas de incêndio e de ar condicionado. A fachada passou por completa restauração e o Palácio ganhou um sistema de reaproveitamento de águas.

Local: Praça dos três Poderes, Brasília
Contato: (61) 3411-1221
Distância Hotel Meliá: 4,8 km
Tempo de viagem de carro: 10 minutos

Igrejinha, na Asa Sul

Crédito fotográfico: Kleytson Guerreiro Costa

Inaugurada em 1958, a construção simples e espartana com leveza e importância arquitetônica ímpar foi o primeiro templo de alvenaria erguido na cidade, construído à mando de Sara Kubitschek em pagamento de promessa.
Seu formato lembra o chapéu de uma freira e as paredes externas são guarnecidas por painel de azulejos de Athos Bulcão. O projeto foi assinado por Oscar Niemeyer e no interior, a capela ostentava afrescos de Alfredo Volpi que foram cobertos por tinta em uma reforma mal orientada.
Hoje, a Igrejinha é tombada pelo Patrimônio Artístico e Histórico do Distrito Federal. É uma capela ligada à Paróquia Nossa Senhora de Fátima e também é conhecida por Igrejinha da 307/308 Sul.

Local: Entre quadras 307/308, Asa Sul, Brasília
Contato: (61) 3242-0149
Distância Hotel Meliá: 4,3 km
Tempo de Viagem de Carro: 11 minutos

Teatro Nacional Cláudio Santoro

Foto: www.brasil247.com

Foto: www.elversodeluniverso.wordpress.com
 
Um dos pontos mais relevantes do ponto de vista turístico, o Teatro Nacional é o maior conjunto arquitetônico realizado por Oscar Niemeyer em Brasília. Destinado exclusivamente às artes, numa cidade em que os monumentos impressionam pela sobriedade e rigor arquitetônicos, foi criado “pela necessidade e pelo sonho”.
A parede com volumes, projetada por Athos Bulcão na parte externa da construção, faz coro com o formato piramidal assimétrico e com a linguagem moderna do vidro.
Além da grande importância arquitetônica, o teatro é um dos palcos mais disputados pelas peças mais relevantes do circuito artístico nacional. Apesar disto, está fechado há 2 anos para reforma, sem receber espetáculos, conforme informações da secretaria de cultura de Brasília.

Local: Via N2 FDN s/ número, Anexo da Secretaria de Cultura de Brasília
Contato: 61 3325-6239
Distância do Hotel Meliá: 3 km
Tempo de viagem de carro: 7 minutos

Ponte JK
Foto : www.blog.encontresuaviagem.com.br

Composta por uma elegante e moderna estrutura metálica que ziguezagueia por cima da água como uma pedrinha quicando sobre a superfície, a Ponte Juscelino Kubitscheck é a reunião de 38.900 m3 de concreto, 12.067 toneladas de aço, na estrutura principal e 1.309 toneladas na estrutura auxiliar.
Bela e inovadora, a ponte JK se localiza onde corria o Rio Gama e, hoje, se instala o Lago Paranoá, próximo ao Palácio da Alvorada. Ela liga o Setor Habitacional Sul (SHIS) ao centro do Plano Piloto e representa um dos principais pontos turísticos de Brasília.
Inaugurada em dezembro de 2002, a ponte fez sucesso antes mesmo de ficar pronta. Seu projeto foi escolhido dentre os trabalhos apresentados no Concurso Nacional de Estudos Preliminares de Arquitetura, em dezembro de 1998. O arquiteto Alexandre Chan concebeu a ponte com três arcos de raio longo que se cruzam diagonalmente e estão, aparentemente, apoiados sobre quatro pontos de um espelho d’água, produzindo reflexos inusitados. Depois de construída, ela recebeu o título de “a mais bela ponte do mundo", durante a 20ª Conferência Internacional de Pontes, realizada em Pittsburgh (Estados Unidos), em 2002.

Local: Lago Paranoá
Distância do Hotel Meliá: 11 km
Tempo de viagem de carro: 16 minutos

Memorial JK
Crédito fotográfico: Francisco Aragão
 
O Memorial JK é um museu projetado por Oscar Niemeyer, inaugurado em de 1981 e dedicado ao ex-presidente brasileiro Juscelino Kubitschek, fundador da cidade de Brasília. O local guarda, inclusive, os restos mortais de JK e diversos pertences do presidente, como sua biblioteca pessoal, e fotos tanto dele como de sua esposa Sarah.
O museu apresenta obras projetadas por Athos Bulcão em sua área externa, um vitral desenhado pela artista Marianne Peretti - também autora dos vitrais da reforma da Catedral Metropolitana de Brasília - sobre a câmara mortuária e uma escultura de 4,5 metros de autoria de Honório Peçanha, tão emblemática quanto foi o presidente mais arrojado da história do executivo brasileiro.
É um local muito interessante para visitantes que gostam de história e arquitetura. Vale a pena conhecer e interagir com as diversas expressões culturais dispostas no complexo em formatos multimídia.

Local: Eixo Monumental - Lado Oeste Praça do Cruzeiro
Visitação: De Terça a Domingo, de 9h às 18h.
Valor do ingresso: Inteira R$ 10,00 e meia-entrada para estudantes e idosos.
Distância do Hotel Meliá: 3,3 km
Tempo de viagem de carro: 7 minutos
 

 

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.