FREI OTTO GANHA PRITZER

O trabalho do arquiteto e engenheiro estrutural é reconhecido como inovador e visionário mesmo após 40 anos do seu despontar

Quinta, 11 de junho de 2015
O Nobel da Arquitetura desta fez teve um desfecho inédito. Frei Otto foi presenteado com a honraria pelo seu design de habilidade inigualável inspirado nas formas e funcionamentos da natureza. Entre a seleção e a divulgação do resultado, entretanto, Frei Otto faleceu mas não sem antes ter a oportunidade saber e celebrar a vitória, informado pela diretora executiva do Prêmio Pritzker, Martha Thorne, em visita à Alemanha. "Estou tão feliz por receber esse prêmio e gostaria de agradecer ao júri e à família Pritzker. Nunca fiz nada para ganhar esse prêmio. Minha motivação era projetar novos tipos de edifícios para ajudar pessoas pobres, especialmente após desastres naturais e catástrofes... Aqui está um homem feliz", confessou Otto, antes de seu desfecho.

O Pritzker é uma premiação internacional de arquitetura, criada em 1979 pela Fundação Hyatt, gerida pela família Pritzker. Desde sua fundação, o evento concede a icônica medalha de bronze desenhada por Louis Sullivan - famoso arquiteto de Chicago aclamado como o pai do arranha-céu - aos profissionais mais relevantes do globo sobre inovações tecnológicas e criações que agregam conhecimento para as escolas de arquitetura e design. Veja aqui (http://www.anualdesign.com.br/blog/7220/premio-pritzker/) o histórico da premiação.


Foto: Christine Kanstinger

Cobertura do Parque Olímpico de Munique projetado e executado entre 1968 e 1972 na Alemanha


Foto: Frei Otto

Clube Diplomático, 1980, Riyadh, Saudi Arabia

Prevista para ser divulgada no dia 23 de março, o resultado da premiação foi adiantado em duas semanas, diante da situação peculiar. Otto é o primeiro ganhador do Pritzker a receber a medalha póstuma e o segundo arquiteto alemão a vencer a seleção, seguindo Gottfried Böhm, premiado em 1986.


Foto: Frei Otto

Aviário no Zoológico de Munique em Hellabrunn, 1979-1980, Alemanha

O júri foi formado por Alejandro Aravena (arquiteto e diretor executivo da Elemental Santiago, Chile); Stephen Breyer (Suprema Corte de Justiça de Washington, D.C.); Yung Ho Chang (arquiteto e educador de Beijing, The People’s Republic of China); Kristin Feireiss (curador de arquitetura, escritor e editor de Berlin, Germany); Glenn Murcutt (arquiteto e ganhador do Prizker 2002 de Sydney, Austrália); Richard Rogers (arquiteto ganhador do Pritzker 2007 de Londres, Inglaterra); Benedetta Tagliabue (arquiteta e educadora em Barcelona, Espanha); Ratan N. Tata (presidente emérito do Tata Sons, administradora do Grupo Tata de Mumbai, Índia); Martha Thorne (diretora excecutiva da IE Escola de Arquitetura & Design de Madrid, Espanha). Segundo o grupo, Frei Otto "se inspira na natureza e nos processos encontrados nela. Ele vê maneiras de usar seus materiais e energia para criar espaços. O arquiteto praticou e avançou ideias de sustentabilidade, inclusive antes mesmo do termo ser cunhado”.


Foto: Frei Otto

Grandes sombrinhas na exibição Federal Garden, 1971, Cologne, Alemanha

O know how de Frei Otto está na vanguarda da evolução contemporânea em arquitetura e design. Seu legado foi tão avançado para o tempo e a consciência humana que a premiação chegou mais de 40 anos depois de projetos futuristas como o Estádio Olímpico de Munique, por exemplo, construído em 1967, reforçando seu gênio criativo muito mais visionário do que consegue acompanhar a humanidade.


Foto: Archive Frei Otto 

Telhado do multihall em Mannheim, 1970–1975, Alemanha

Mais do que beleza, Frei Otto produziu conhecimento a partir da observação ativa da vida e da natureza em sua sabedoria inquestionável. O estilo matemático, orgânico, geométrico e indomável de suas formas e estruturas é referência inovadora mesmo quase meio século após a concretização de sua identidade arquitetônica.


Foto: Frei Otto 

Mannheim, 1970–1975, Alemanha

“Suas contribuições no campo da arquitetura não são apenas inteligentes e talentosas, são também generosas. Por suas ideias visionárias, sua crença em compartilhar livremente conhecimento e invenções, seu espírito de colaboração e a preocupação com o uso cuidadoso dos recursos, o Prêmio Pritzker de Arquitetura é concedido a Frei Otto", comunica o júri via assessoria de imprensa do evento.


Photo © Frei Otto

A Internacional e Universal Exposição de 1967 ou Expo 67, Montreal, Canadá

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.