ISAY WEINFELD TRANSFORMA TERRENO EM PRAÇA

Arquiteto projeta o primeiro pocket park do Brasil, em São Paulo.

Quarta, 08 de outubro de 2014
Os pocket parks são uma espécie de praças construídas em pequenos terrenos, públicos ou privados, com o intuito de promover uma maior utilização do espaço urbano, com ocupação planejada. No Brasil, em 2003, Isay Weinfeld criou a Praça da Amauri, a primeira do gênero em terras tupiniquins. Na ocasião, um jovem empreendedor tinha a intenção de criar um restaurante, mas Isay e sua equipe o convenceram pela transformação do terreno na pequena praça.



A Praça da Amauri tem 210 m² e é um espaço a céu aberto, localizada entre dois edifícios e duas ruas, numa área de uso misto – residencial e comercial – de São Paulo. A entrada na praça é feita pela Rua Amauri, no bairro Itaim-Bibi, zona sul paulista. Construída ao nível da rua, sendo quase uma extensão da calçada, o espaço é convidativo ao pedestre.





O projeto foi pensado como um lugar para descanso, no qual se pode sentar ao ar livre para um café, um lanche ou um tempo longe da correria do dia a dia. É ainda um local para se encontrar com amigos, bater um papo ou até jogar xadrez – aproveitando que as superfícies das mesas espalhadas pela praça estampam tabuleiros de jogos. As peças são fornecidas pelo café que existe no local.



Sobre a decoração da praça, fios de água escorrem sobre as paredes laterais, projetada com granito em lasca. Majestosos ipês amarelos concluem a composição. O espaço é aberto diariamente, sempre a partir das 8h. A praça fecha seus portões às 0h.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.