LEGORRETA + LEGORRETA E OS HOTÉIS

Escritório dos arquitetos mexicanos Ricardo (in memorian) e Victor Legorreta é especialista em hotéis.

Segunda, 13 de outubro de 2014
É muito comum que os filhos herdem as profissões de seus pais. Ver o desempenho dos genitores em suas profissões acaba, desde cedo, contribuindo para a posterior formação profissional da prole. No México, o sobrenome Legorreta remonta a uma história bem rica na arquitetura do país. Ricardo Legorreta nasceu em 1931, na Cidade do México, capital mexicana. Em 1952, graduou-se em arquitetura pela Universidad Nacional Autónoma de México. Foi parceiro do arquiteto José Villagrán García de 1948 (quando ingressou na faculdade) até 1955, quando tornou-se sócio do profisisonal até o ano de 1960. A partir de 1961, segue carreira solo com o escritório que leva seu nome. Durante sua vida arquitetônica, o arquiteto recebeu diversos prêmios por suas magníficas obras, como o Benjamin Moore HUE Lifetime Achievement Award, nos Estados Unidos, em 2008 e o Best Hotel Construction & Design of the Americas Property Awards, em 2010, cedido por uma associação entre a Bloomberg Television e o The New York Times. O arquiteto faleceu no dia 30 de dezembro de 2011.
Seguindo os passos e dando continuidade ao trabalho do pai, Victor Legorreta se associou ao escritório de Ricardo em 1989. Formado pela Universidad Iberoamericana do México, o profissional fez estágios nos Estados Unidos (Leason Pomeroy & Associates), na Espanha (Martorell, Bohigas and Mackay) e no Japão (Fumihiko Maki). Victor viaja o mundo dando palestras sobre arquitetura, ministrando aulas em universidades e congressos internacionais nos Estados Unidos, na América Latina e recentemente também na Europa e no Oriente Médio.
Nos anos 2000, o escritório passou a se chamar Legorreta + Legorreta, simbolizando a sociedade de pai e filho. O escritório sempre trabalhou com projetos de todos os tipos: residenciais, comerciais, interiores, escritórios. Mas foi no ramo da hotelaria que tem construído um legado impressionante. Foram diversos os projetos em que estiveram de certa forma envolvidos, mas aqui separamos quatro deles, os quais tiveram a participação dos dois arquitetos: pai e filho.


À esquerda, o arquiteto Ricardo Legorreta, falecido em dezembro de 2011; à direita, o herdeiro Victor Legorreta, hoje um dos nomes à frente da sociedade que estalebeceu com o pai.

HOTEL HILTON GARDEN INN
O projeto deste hotel conta com uma área de 86,111 m², localizado nas proximidades do aeroporto da cidade de Monterrey, em Nuevo Leon, no México. Cada parte da fachada definem o estilo conceitual do prédio, resolvendo a questão espacial e utilizando de uma das marcas do escritório, o uso das cores fortes.



O hotel é dividido em seis andares e conta com 134 quartos, um business center, salão de festas, um bar-restaurante, academia e área executiva. Sua estrutura é formada a partir de dois volume justapostos, sendo um grande retângulo o corpo central. Ele é dividido em 4 andares e serve de base para a forma quadrada na parte inferior do prédio. Os elementos superiores abrigam as suítes do hotel, que são contempladas com panorâmicas da cidade de Monterrey, como a vista de El Cerro de La Silla e El Cerro de Las Mitras.



HOTEL E RESIDÊNCIAS CASA DEL AGUA
Para esta incrível obra desenvolvida pelo escritório Gan Sam Partners, o escritório Legorreta + Legorreta desenvolveu o projeto de interiores. O hotel, ainda em construção, fica localizado na ilha de Jeju, na Coreia do Sul e possui 300 quartos numa área de 226 mil m². Em outra área anexa, de mais de 370 mil m², o projeto prevê a construção de mais 200 residências de um ou dois quartos. Os espaços serão unidos por telhados perfurados que cobrem as diferentes construções.



O terreno possui um grande desnível, o que permitiu aos profissionais utilizar técnicas da arquitetura hispânica do México e as plantações orientais. Os acessos são independentes; para o hotel, ele é feito pela via principal da ilha; para o complexo residencial é feito por meio de uma pista secundária, numa rampa. O hotel possui spa com várias piscinas, dois restaurantes, um salão multieventos, um centro de convenções e um estacionamento com capacidade para 200 carros. Para a área residencial, são três piscinas externas e uma no telhado, uma academia, spa, um pequeno mercado e, como no hotel, estacionamento com 200 vagas.



CAMINO REAL HOTEL MONTERREY



Convidados para fazer a repaginação do hotel vertical Camino Real Hotel Monterrey,  os arquitetos da Legorreta + Legorreta toparam o desafio. Para o novo projeto, que recebeu um prêmio em 2007 (o Interior Design National Prize – Tourism Category), foi mantido o conceito verticalizado da obra. Dessa forma, conseguiram manter, em escalas semelhantes, os espaços com o mistério, as cores e a pegada artística que os ambientes pediam.





LA PURIFICADORA BOUTIQUE HOTEL
Essa incrível construção, desenvolvida pelo escritório Serrano Monjaraz Arquitectos com projeto de interiores do Legorreta + Legorreta, recebeu os  seguintes prêmios: 2007: AIA Honor Award, Interior Design Category; 2008: International Architecture Award Chicago Athenaeum Museum of Architecture & Design, Hospitality Design Award, by Hospitality Magazine, Silver Medal, Xth Mexican Architecture Biennial; 2012: PRISMA Interior Mexican Award).



O hotel foi construído em volta das ruínas de uma antiga fonte purificadora, no centro colonial da cidade de Puebla. A junção do antigo com o contemporâneo estabelece um contraste impressionante de formas, espaços e materiais.



Créditos das imagens: Escritório dos arquitetos.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.