PROJETO E INTERIOR ASSINADOS POR ZAHA HADID

Conheça a arquitetura de interior do primeiro edifício projetado por Zaha Hadid em Dubai.

Terça, 19 de agosto de 2014
Muitos profissionais da arquitetura e do desenho possuem marcas bem características. Elas acabam sendo um tipo de assinatura do trabalho do profissional. Zaha Hadid, cultuada arquiteta de renome mundial, (que recentemente publicamos imagens do seu polêmico trabalho no Azerbaijão), divulgou o design de interiores da Opus Office Tower, no qual é possível observar seu traço ousado e de personalidade definida. Seu primeiro projeto em Dubai, nos Emirados Árabes, o prédio está em construção desde 2007, possui 21 andares aparentes (e mais cinco subterrâneos), e é uma das mais modernas do mundo. O holístico projeto envolve os quartos de hotéis do complexo e também as unidades de apartamento. As suítes foram projetadas para satisfazer as necessidades dos moradores locais e de viajantes internacionais, combinando uma distinta forma urbana de se viver, mesmo não estando em casa. 



As áreas em comum, claramente definidas como espaços públicos, convidam os hóspedes e moradores a interagirem entre si. Cada peça de decoração e mobiliário utilizado no projeto foi desenhado ou escolhido pessoalmente por Zaha.



As salas de estar são muito claras e naturalmente iluminadas. Cada uma tem marcas fortes e pessoais do estilo de Hadid.



Da mesma forma, as camas recebem um desenho bem peculiar, complementando, ao centro, o design dos quartos. Cada um deles dispõe de um centro de mídia interativa e um integrado sistema de música digital. Neles, a vista que se tem da cidade é muito ampla.



Criando uma grande área de descanso unida a um projeto de paisagismo, foi criado um telhado verde no ponto mais alto das torres. A previsão de entrega da construção é em 2016.



Opus Office Tower
O empreendimento multifuncional atua em três grandes eixos: hotelaria, residencial e salas comerciais. Com uma pegada bem futurista, possui uma fachada audaciosa. No meio, existe um vão livre, que separa o edifício em duas torres principais. À primeira vista, parece que parte dele flutua. Além disso, este vazio torna possível duas visões do prédio. Durante o dia, é possível ter uma experiência impressionante com seu design, por conta de das faces reflexivas e pixelizadas. À noite, a arquitetura arrojada cria uma ilusão de ótica e a construção parece se desmaterializar, por conta de sua iluminação intensa.




A arquiteta
A arquiteta iraquiana Zaha Hadid, grande representante da corrente desconstrutivista, teve seu nome internacionalmente conhecido com a obra Vitra Fire Station, construída em 1993, em Weil am Rhein, na Alemanha. O projeto é considerado um marco mundial da arquitetura. Nos Estados Unidos, em Cincinnati, Ohio, no ano de 1998, Zaha desenhou o Lois & Richard Rosenthal Center for Contemporary Art. O prédio foi o primeiro projeto norte-americano da arquiteta e considerado pelo New York Times como a construção mais importante do país desde a Guerra Fria.Com obras em diversos países no currículo, a arquiteta anunciou seu primeiro projeto em solo brasileiro, um hotel no final da Avenida Atlântica, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Em 2004, pelo conjunto de sua obra, Zaha foi a primeira mulher a receber o Prêmio Pritzker de Arquitetura, um dos mais importantes do segmento.

À esquerda, a obra Vitra Fire Station, na Alemanha. No lado direito, o projeto Lois & Richard Rosenthal Center for Contemporary Art, feito nos Estados Unidos.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.