TRANCOSO EM ALTO ESTILO

Hotel resgata a história da cidade baiana com arquitetura inspirada em tribos indígenas e reaproveita casas de pescadores nativos.

Quinta, 06 de março de 2014
Tirar uns dias para aproveitar as delícias do litoral baiano é sonho de consumo de muitos. Por isso, anualmente, o número de basileiros e estrangeiros que visitam as belíssimas praias do estado continuam supreendendo. Em meio a tantas belezas naturais, Trancoso se destaca como um dos destinos mais procurados, uma faixa do litoral cheia de charme, com suas casas de pescadores nativos e mais de 500 anos de história.
Wilbert Das, criador do hotel Uxua Casa e aclamado diretor criativo da Diesel, buscou nas tradições locais a inspiração para montar seu projeto. Todos que passaram por essa terra e deixaram marcas foram relembrados de alguma forma: aventureiros portugueses, missionários jesuítas, tribos indígenas, escravos africanos e até mesmo hippies brasileiros influenciaram a arquitetura, a arte e as antiguidades presentes no hotel.







Muito aconchegante e apostando no charmoso estilo rústico-sofisticado, conta com apenas nove casas, sendo quatro delas casas originais de pescadores fielmente restauradas e posicionadas de frente para o Quadrado histórico datado do século 16. Chama a atenção também uma casa de árvore moderna e com alto padrão ecológico, entre outras casas únicas, espalhadas por um exuberante jardim.



Em colaboração com artesãos locais, foram utilizados métodos tradicionais de construção, materiais reciclados e orgânicos, artes e antiguidades brasileiras, durante os dois anos necessários para a entrega final da obra. O aspecto ecológico é um dos principais pilares do hotel, que tem pias, banheiras e chuveiros esculpidos em troncos de árvores mortas recolhidos no próprio terreno; telhas, tábuas de piso e portas recuperadas de antigas fazendas da região; luminárias criadas em conjunto com os índios Pataxó da região utilizando miçangas e sementes decorativas; acessórios de banheiro e maçanetas criadas com restos de ferro encontrados na região do sul da Bahia; sofás estofados com antigas lonas de caminhão de transporte recicladas e um lounge de praia levantado aproveitando restos de antigos barcos de pesca encontrados no lugar.







A culinária baiana também é um dos pontos altos da estadia. Com seus temperos e cores fortes, é apresentada com alegria e orgulho aos hóspedes em um menu recheado de ingredientes da horta do Uxua e de outras fazendas orgânicas de Trancoso, além dos peixes frescos pescados com a utilização de técnicas tradicionais. A experiência pode ser ainda mais profunda, com as aulas de culinária baiana, que podem ser organizadas espontaneamente ou planejadas antecipadamente.



Completam os mimos do hotel o Almescar Spa, localizado na fronteira da Mata Atlântica, onde a floresta encontra o mar, e as amenidades orgânicas feitas artesalmente a partir de produtos frescos e disponívels somente para os hóspedes. Utilizando ingredientes não processados produzidos na região, laboratórios orgânicos na floresta ao lado do rio Caraiva (onde os hóspedes são convidados a conhecer), os produtos chegam ao hotel apenas a alguns dias de produção e sua linha inclui óleo corporal e para massagem, creme facial e sabonetes de alméscar, coco, pitanga e aroeira. Sem contar a impactante piscina em formato de lago, revestida por 40 mil pedras de exclusivo quartzo aventurino, pedra nativa baiana que muitos consideram ter propriedades de cura e estar entre os minerais com as mais altas propriedades terapêuticas do mundo.



COMENTÁRIOS

Ireni Ferreira 06/03/2014 17h42

AMEI ESSE LUGAR! QUERO CONHECER EM BREVE. GRATA

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.