A FOTOGRAFIA POÉTICA DE MÁRCIO BORSOI

Apaixonado por arquitetura e por cenas do cotidiano, o fotógrafo de Brasília pretende emocionar através de suas imagens.

Segunda, 30 de dezembro de 2013
O compromisso com a luz que a fotografia capta é o que rege o trabalho artístico de Márcio Borsoi. À procura da luz ideal nas cenas do cotidiano, o fotógrafo passeia pelas cidades em busca de suas nuances, das coisas simples às inusitadas. Apaixonado por arquitetura, dedica-se também a retratá-la perseguindo uma composição precisa, mas sem perder a emoção.





“Quero com meu modo de ver tocar as pessoas que vêem a foto e fico muito feliz com isto”, conta Márcio, que apesar da forte ligação com a arquitetura e com a fotografia, formou-se em Administração de Empresas pela UDF, em Brasília. “Sempre gostei de fotografar. Eu ainda fazia pré-vestibular no Rio e me interessava tanto por fotografia que fiz até um curso no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM”, lembra. Depois, montou um laboratório fotográfico em casa e ao viajar pelo oriente, quando conheceu o Japão e a Índia, pôde fazer belas fotos, todas em diapositivos – slides. Há cerca de quatro anos, Márcio só sai de casa com uma máquina a tiracolo, que permite que ele crie imagens contemporâneas utilizando cores e me permitindo fazer fotos em preto e branco. Para ele, cada uma destas linguagens tem sua característica para ser desenvolvida. “Fotografar é documentar mas, eu documento imprimimndo meus sentimento, meu olhar dedicado. Fotografar é um ato poético”.







Com vários trabalhos impressos em revistas e jornais, o fotógrafo fez este ano um workshop com Walter Firmo, que afirma ter sido pura poesia. Já participou também de várias mostras, como a  exposição “As Imagens de uma Paixão, O Futebol no Imaginário Popular Brasileiro”, em 2013 no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, em , duas fotos selecionadas para o 1º. Salão Nacional da ABAF ( Associação Brasileira de Arte Fotográfica, no Rio de Janeiro, foto selecionada para o “Concurso Brasil em 27 Miradas” na exposição da Casa Brasil, em , duas fotos no livro ”Ousadia em Imagens” de Graça Seligman e Beatriz e foto selecionada pelo fotógrafo Flávio Damm, após leitura de portfólio, para exposição no Centro Cultural Justiça Federal – RJ, em outubro 2011.




COMENTÁRIOS

Malu Perlingeiro 30/12/2013 22h29

Excelentes fotos. Parabéns, Márcio! Abraços

Carlos Cesar Barcellos Neto 30/12/2013 19h44

Como colega de fotoclube acompanho o trabalho refinado do Márcio. Um olhar especial e preciso. Muito bom mesmo.

Kely Carvalho 30/12/2013 17h48

Parabéns Márcio, fiquei surpresa com seu dom e sensibilidades. abraços Kely Carvalho

Maria Do Carmo Araujorge 30/12/2013 15h09

Como dizer que eu adoro o trabalho deste meu querido fotógrafo. Fotografa com alma e adora o que faz! Linda e criteriosa esta matéria do Anual Design

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.