CASA MIGLIARI

Projeto residencial assinado pela Domo Arquitetos, escritório de arquitetura radicado em Brasília, ganha destaque internacional .

Sexta, 18 de outubro de 2013
Um recém concluído projeto do escritório brasiliense Domo Arquitetos Associados ganhou grande reverberação na mídia internacional, sendo, inclusive, capa da revista Housed (que pode ser acessada digitalmente via iPad). A casa Migliari está localizada num condomínio fechado em uma área da cidade antes somente dedicada a chacaras e grandes terrenos. Hoje a maior parte destes terrenos foi parcelada e transformada em pequenos condomínios fechados de até 8 casas. O acesso é controlado e só é possível ver a casa estando dentro do conjunto, na via interna do condomínio. 


Neste contexto, retirado da cidade e alheio as dinâmicas urbanas, os arquitetos da Domo perceberam a necessidade de questionar a forma em que a casa se comunicaria com o entorno próximo. Antes de entrar na casa a primeira pergunta que surgiu era que tipo de relações eles queriam que a casa tivesse com a rua.



A resposta, muito influenciada pelo contexto e pela vontade do cliente, foi propor uma arquitetura de massas, de formas robustas, introvertida, fechada para a rua e aberta para os fundos. Sem dinâmicas urbanas acontecendo em volta, viram que era desnecessário comunicar a casa diretamente com a rua. Criaram, portanto uma regra de composição em que nenhuma janela da frente da casa é paralela à rua. A operação foi substituir a permeabilidade das janelas frontais pelos avanços e reentrâncias, recuos e avanços da volumetria. Assim, eles transformaram a massa construída e os espaços residuais na interface com o “espaço público”.



Já nos fundos, a paisagem da mata de reserva existente era o que mais interessava aos profissionais. Sendo assim, substituíram as aberturas frontais oblíquas em relação à rua por janelas e portas transparentes abertas para os fundos do terreno. Os fundos terão no futuro conexão direta com a mata da reserva existente. Ali, os planos e paredes verticais dão lugar à predominância dos planos horizontais da composição. Esta conexão direta é reforçada pelo nivelamento dos pisos internos com o gramado.



O volume central mais alto da composição abriga a sala. Dois elementos singulares se destacam no topo deste volume, os quais possuem características formais não ortogonais. São aberturas triangulares que abrem a sala para o céu, servindo como espaços reservados para obras de arte. Estas grandes aberturas altas sintetizam as diferentes abordagens adotadas para os fundos e frente do terreno: a grande janela frontal não emoldura nenhum elemento específico, se trata de uma abertura “abstrata” que apenas reflete a iluminação natural e parte do céu para dentro da sala. Já a janela posterior emoldura parte da copa da árvore existente, refletindo a relação mais direta entre a sala e os fundos do terreno.



O programa da casa é térreo é dividido em três grandes áreas: social, íntima e serviços. A transição entre estes espaços é insinuada através da entrada de luz natural por jardins internos que separam estas áreas. Estes jardins funcionam como fragmentos da paisagem exterior trazidos para dentro da casa.



Nos quartos estes jardins são mais comprimidos e aparecem apenas na porção mais baixa das paredes, reforçando seu caráter íntimo. Os quartos foram contidos numa sequência de espaços abertos para o nascente, voltados para a porção lateral do jardim. Eles são agrupados linearmente de modo a que, quando a casa fosse observada do exterior, não se pudessem reconhecer as diferenças entre os quartos e sala íntima. A repetição tipológica forma um volume homogêneo que unifica a vida intima da família.



Entre a área social e as áreas de serviço o jardim é mais largo e se conecta com a área externa da casa.
O material e a mão de obra foram os outros componentes determinantes. A procura formal da Domo Arquitetos Associados dependia em parte da capacidade técnica da execução. Os profissionais sabiam que os erros e imprecisões próprios de um processo artesanal de construção seriam mais facilmente “corrigíveis” com o uso de alvenaria rebocada.

Para saber mais sobre estes profissionais, clique aqui.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.