METABOLISMO: A CIDADE DO FUTURO

A mostra Metabolismo, A Cidade do Futuro (Metabolism, The City of Future) fica em cartaz até o dia 15 de janeiro de 2012 no Mori Art (…)

Quarta, 11 de janeiro de 2012
A mostra Metabolismo, A Cidade do Futuro (Metabolism, The City of Future) fica em cartaz até o dia 15 de janeiro de 2012 no Mori Art Museum em Tóquio. Formalizado na década de 60, o Metabolismo sintetiza um dos lemas da arquitetura japonesa: a constante mudança acompanhando o ritmo orgânico da vida. Estarão em exposição mais 500 peças entre maquetes, fotos e vídeos desenvolvidos desde 1960.
 
 
Os arquitetos Kenzo Tange (1913-2005) e Akata Isozaki, o designer gráfico Kiyoshi Awazu e o crítico Noboru Kawazoe foram os fundadores do movimento que pregava uma reinvenção das metrópoles com grandes edifícios conectados por passarelas. Tudo estaria ligado como uma única e imensa obra. O Nakagin Capsule Tower Building de 1972, projetado pelo arquiteto Kisho Kurokawa (1934-2007) é considerado um símbolo do Metabolismo com sua estrutura que lembram os blocos de montar Lego. Por ser um país marcado por desastres naturais e pelo efeito das bombas nucleares da 2ª Guerra Mundial, o Japão aprendeu a se reconstruir constantemente. Os inusitados hotéis cápsulas são outro exemplo do movimento.
 

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.