Fachadas em linha reta

Inspirações deslumbrantes de fachadas em que os traços retos fizeram toda a diferença

Sexta, 10 de fevereiro de 2017
A fachada de um projeto arquitetônico é uma espécie de cartão de visitas, inevitavelmente a primeira impressão vem do contato com o exterior da casa. Dessa forma, faz todo o sentido que haja uma preocupação especial com esse ponto, dada a sua complexidade. Questões como as condições do terreno e o real uso dos espaços interiores afetam diretamente na concepção de uma fachada, sem deixar de lados preferências estéticas, é claro. Dessa forma, selecionamos alguns projetos com fachadas modernas que têm em comum o traço reto como principal destaque. Confira:

Alexandre Milhomem



Esta fachada concebida pelo arquiteto Alexandre Milhomem em Londrina, no Paraná, destaca-se por sua elegância e minimalismo. Com duas linhas retas que constituem o layout do teto, a obra tem pé-direito duplo e grandes vãos que constituem garagem e jardim. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Ana Paula Munhoz e Gabriella Saback



Este projeto desenvolvido pelas arquitetas Ana Paula Munhoz e Gabriella Saback, em Goiânia, desponta pela ousadia atrelada a inspirações rústicas. Um grande painel em madeira ripada dá abertura para a porta. Contrastes geométricos ainda tornaram o layout mais ousado e suntuoso. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Annelise Giordano e Gelise Almeida



Uma residência voltada para um campo de golfe é um privilégio para poucos. A dupla Annelise Giordano e Gelise Almeida trabalhou as linhas retas de forma original, com contrastes geométricos, o que garantiu uma volumetria mais pomposa. A elevação do terreno em relação ao campo inspirou-as a desenhar a piscina com borda infinita. Destaque para o tom neutro que predomina por toda a casa e sua harmonização com o verde muito presente. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Beta e Roberto Pollis



Uma fachada que impressiona pela por sua estética elegante. Assinado pela arquiteta Beta Pollis e o engenheiro Roberto Pollis, o projeto aposta na combinação clássica entre preto e branco para evidenciar o refinamento. A iluminação direta tornou o layout mais intimista e convidativo. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Bloco Arquitetos



O escritório Bloco Arquitetos aposta no conceito de continuidade ao integrar arquitetura e paisagem neste projeto. Os planos horizontais da estrutura chamam a atenção em meio ao declive do terreno, tornando a irregularidade da habitação o seu grande diferencial. A fachada norte é voltada para a rua, com os acessos de circulação, enquanto a fachada sul tem vista para a mata. O teto-jardim garante conforto térmico e ainda continua com a função de unidade entre casa, rua e natureza. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Denize Zuba



Minimalismo elegante e clean, essa a essência desta fachada assinada pelo Studio Denize Zuba. As grandes dimensões garantem imediatamente a imponência do projeto. Linhas retas e volumes limpos foram valorizados pela textura dos materiais utilizados, como a madeira de demolição da porta. Os grandes vãos de abertura ainda se tornaram mais charmosos refletidos no espelho d’água que estende ao longo da parte frontal do imóvel. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Eduardo e Karla Bittar



Tons neutros harmonizados com madeira deram o tom do projeto assinado pelos irmãos Eduardo e Karla Bittar. O aconchego é iminente, em parte propiciado também pelo paisagismo em destaque. Os profissionais inseriram vãos na entrada e paredes envidraçadas, o que imprimiu mais frescor e amplitude ao lugar. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Eloisa Vicari e Liana Godoy



Frescor e aconchego em meio às altas temperaturas de Campo Grande é o que garante este projeto assinado pelas arquitetas Eloisa Vicari e Liana Godoy. A proposta da dupla é integrar design à natureza, de modo que a fachada com linhas retas se envolve com as formas do paisagismo. O deu desenho tradicional ainda tem referências contemporâneas e que garantem a amplitude dos ambientes internos. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Enrique Moreira



Amplitude, contemporaneidade e requinte são os nortes desta fachada desenvolvida pelo arquiteto Enrique Moreira. O branco predomina absoluto, contrastando da madeira, inserida de forma mais discreta. As linhas retas ainda promovem uma sensação de movimento geométrico, que com a iluminação direta, tornou-se mais imponente. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Giovanna Diniz e Michelle Mourão



A fachada deste projeto de Giovanna Diniz e Michelle Mourão prima por sua volumetria alongada, com isso a casa ficou horizontalizada. As cores contrastantes tornaram os detalhes mais visíveis. Destaque para a porta principal com seis metros de altura. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Giovanni Borges



O arquiteto Giovanni Borges aproveitou o declive no terreno para conceber uma fachada contemporânea e ousada para este sobrado. Com volumetria simples, ela está interligada à ponte suspensa que dá acesso ao local. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Izabela Kassar e Flavia Kassar Paluri



As profissionais Izabela Kassar e Flavia Kassar Paluri desenvolveram um projeto residencial com três pavimentos. A fachada parte de uma proposta alongada e cujo requinte é visível. O declive no terreno foi aproveitado e o paisagismo fez a diferença em harmonia com a paleta de cores escolhida. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Jefferson Castro



Neste projeto residencial o arquiteto Jefferson Castro trabalhou com linhas retas de forma orgânica, tanto na vertical quanto na horizontal da fachada. A iluminação direta ainda contribuiu com a atmosfera suave, que valoriza a integração com a natureza. Saiba mais sobre o projeto aqui.

José Augusto Florenzano



Essa casa desenvolvida pelo engenheiro José Augusto Florenzano visa o contato com a natureza. Com três pavimentos e painéis de vidro, a sensação é de liberdade e acolhimento. A estrutura metálica garantiu facilidade de execução e rapidez na obra. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Maria Haydée



Uma casa moderna, térrea, com linhas retas e um terreno praticamente nivelado. Todas essas características dão a este projeto da arquiteta e urbanista Maria Haydée ares de oásis urbano. O que colabora com essa impressão é a passarela branca de entrada ladeada por espelhos d’água. Destaque para os grandes painéis de vidro que se encarregam da luminosidade natural para dentro da casa e proporcionam frescor para o lado externo da residência. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Ninfa Canedo



A arquiteta Ninfa Canedo desenvolveu uma residência familiar cuja fachada chama a atenção volumetria expressiva e aberturas grandiosas. Os dois aspectos contribuíram para ampliar e aumentar a profundidade do imóvel. A madeira entra como elemento acolhedor e aquece o layout, predominantemente neutro. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Sandra Madeira



A volumetria da fachada deste projeto assinado por Sandra Madeira é um dos seus diferenciais. Ela inseriu painéis de vidro para valorizar a vista, assim como utilizou as linhas retas para atrair as atenções para a profundidade do projeto. Tons neutros predominam e o paisagismo dá o toque de frescor que a proposta pedia. Saiba mais sobre o projeto aqui.

Silvana Albuquerque



A volumetria ousada é a principal marca deste projeto residencial assinado pela arquiteta Silvana Albuquerque. Ela concebeu uma fachada impactante, que brinca com cheios e vazios, textura e volumetria branca, de modo que o céu e a natureza passam a compor o design. O “rasgo” na arquitetura é inovador e torna o layout mais caloroso. Saiba mais sobre o projeto aqui.

W. Leão Ogawa e Heitor Arrais



Projeto arrojado assinado por Heitor Arraes e W. Leão Ogawa, essa residência apresenta três prismas monolíticos, sendo dois blocos térreos e um bloco superior. A fachada é minimalista e abusa da composição geométrica. A cor azul índigo foi escolhida para dar vida às portas e a alguns elementos decorativos. Saiba mais sobre o projeto aqui.

William Hanna



O arquiteto William Hanna utilizou pedra, madeira e estrutura metálica para compor um refúgio familiar com volumetria para lá de sofisticada. A fusão de elementos enriqueceu o layout, além de ter promovido uma minuciosa composição geométrica. Os traços retos resultaram em uma fachada extremamente orgânica. Saiba mais sobre o projeto aqui.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.