Edifícios de açúcar

Ucraniana decidiu unir seus estudos de design com a paixão pelos doces para criar sobremesas únicas

Segunda, 31 de outubro de 2016


Uma das coisas mais fascinantes sobre a arquitetura é o seu conceito artístico, as habilidades versáteis que ela propicia, a possibilidade de levar o design para os mais variados campos. Quem imaginaria que a confeitaria seria um deles? A ucraniana Diana Kasko, aluna da Kharkov University Architecture School, decidiu unir esses dois mundos e tornar sua trajetória profissional um tanto quanto mais doce.



Após concluir seus estudos, Kasko trabalhou por três anos em uma empresa de visualização holandesa, além de fazer alguns trabalhos como fotógrafa. Mas sua verdadeira paixão era a confeitaria - algo que descobriu aos 17 anos em uma viagem em que percorrera dezesseis países.



Foi durante sua licença maternidade, após o nascimento do seu primogênito, que ela encontrou o tempo que precisava para se dedicar a sua paixão. E a inspiração ela não teve dúvidas de onde buscar: seu passado na arquitetura.



Os bolos e doces criados pela ucraniana têm estruturas baseadas em modelos de edifícios e possuem uma qualidade tão realista que impressionam. Só que aço, vidro e concreto agora dão lugar a chocolates, suspiros e gelatinas.



Para conseguir esse efeito ela utiliza técnicas de modelagem 3D para criar moldes de silicone para seus doces. E o processo parece até simples: primeiro ela cria os modelos no 3D Max, em seguida imprime a matriz em uma impressora 3D; o passo seguinte é criar os moldes de silicone com base na matriz impressa.



A semelhança com diagramas e verdadeiros prédios contemporâneos, além da impressão de que as guloseimas não são para consumo, na verdade atestam a qualidade do trabalho de Diana Kasko. As criações da artista misturam formas geométricas e composições ousadas. O grande dilema é ter que “destruir” o trabalho da confeiteira para degustar suas obras.

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

* Campos obrigatórios. Seu email não será divulgado.